Coluna Online : O Falatório
Terça-feira, 30 de Outubro de 2007
Viver com PIQUE

 

 

Viver com PIQUE
O PIQUE, documento elaborado pela comissão nomeada pelo Parlamento do Pica Pau, veio trazer a discussão ao parlamento sobre alguns comportamentos e empenho, de muitos dos súbditos do reino, tendo como objectivo, dar algumas pistas e ser um documento de base para refletir a vida, o trabalho, e a atitude perante a nosssa sociedade.
.
O PIQUE refere 5 factores a refletidos, durante situações de avaliação pessoal do nosso trabalho, da nossa vida e do empenho nos projectos que assumimos pessoalmente :
·         Paixão,
·         Iniciativa,
·         Questão,
·         Urgência
·         Entusiasmo
.
Assim, refere o documento que o que façamos, que seja feito com :
ü      Paixão, com querer e vontade, porque sem isso o empenho será difícil de obter.
ü      Iniciativa, porque sonhar o futuro e não dar o passo, é sinal de fracasso perante o nosso querer e perante o nosso futuro. Quem já não sonhou algo de bom, não deu o passo, e hoje sem glória, olha o passado e se arrepende de não ter tido pelo menos iniciativa de concretizar o seu sonho? Todos os sonhos envolvem riscos; mas medido o risco e a vontade do sonho, não tentar é morrer!
ü      Devemos questionar-nos constantemente, para onde quero ir ? e para onde estou a caminhar ? É isto que eu quero da vida, ou do meu trabalho, ou da minha realização pessoal ?
ü      Devemos dar Urgência à concretização dos nossos sonhos. Não devemos adiar indefinidamente, esperando sempre uma melhor hora. Não há quem tenha escrito o futuro, e aqueles que o adivinham dão meros palpites. Urgência tem a nossa tomada de decisão, e assumamos a nossa decisão com realismo, alguma dose de loucura, e acima de tudo com vontade de vencer!
ü      Entusiasmo na acção é meio caminho para que ela termine com sucesso. Ou para ganhar a confiança dos outros perante a nossa iniciativa.
 
Ainda segundo o documento elaborado pela comissão, usamos um terço das nossas vidas a trabalhar, e nesse aspecto devemos abandonar imediatamente aquilo que não lhe dá prazer, quer sejam tarefas menores, quer seja um emprego ou algo de relevo.
.
Se há paixão no que se faz, deixe-se envolver por isso, porque isso faz parte da sua felicidade e da sua realização.
.
No trabalho, não utilize truques, mas faça Magia. O truque é uma fórmula fraudulenta que acaba por ser descoberta; a Magia por seu lado, provoca o encantamento, a diferenciação, o chegar mais rápido, o fazer melhor, e o procurar novas ideias e experiências. A Magia é na sua ascenção, o poder de reinventar e de estar à frente. É o poder de chegar ao futuro e olhar para um passado com glória, onde demos o nosso melhor, onde arriscámos e onde muito provavelmente nos sentimos felizes!
.
Será passada a mensagem deste documento aos súbditos do reino, para o qual serão preparadas sessões de informação e discussão, no palácio real. Estas sessões serão levadas a cabo pela Pica Pau Consulting, para as quais já foram disponibilizadas modernas tecnologias. O objectivo é esclarecer e debater este documento, mostrando também ao mais alto nível a vanguarda futurista deste reino na produção deste tipo de iniciativa.
.
( Este documento refere as ideias e fundamentos, retirados de leituras e documentação de ‘Carlos Alberto Júlio’, em www.carlosjulio.com.br).
 
Assinado e carimbado
 
O Escrivão Real
O Quadrado da Hipotenusa
30/10/2007


publicado por Quadrado da Hipotenusa às 21:17
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Outubro de 2007
A Fuga

 

A Fuga
Após prolongado encerramento das sessões do  parlamento, estabelecidas pelo Presidente do Parlamento do Pica Pau, o Parlamento voltou às suas funções.
.
Na abertura da sessão diária, O Sr. Deputado Três Palmos fez referência ao exagero das férias e que o Rei nunca devia ter autorizado estas férias. Para além de não serem as estabelecidas em termos de calendário, o referido Deputado informou que não tendo sido planeadas atempadamente, não encontrou agência de viagens que em tão curto espaço de tempo lhe pudesse fazer as reservas para destino paradisíaco.
.
O diário online O Falatório falou com o Presidente do Parlamento, para averiguar o porquê desta paragem das sessões. Foi informado que Pica Pau recebeu uma comitiva de ilustres individualidades, foi decidido acompanhar essa comitiva mostrando o reino de Pica Pau e isso se tornou inconciliável com o calendário das sessões do Parlamento.
.
Assim para se mostrar em explendor o reino de Pica Pau foi forçada esta paragem das sessões parlamentares, para que todos os deputados pudessem acompanhar a comitiva, e pudessem mostrar o que há de bom e belo nos círculos eleitorais em que cada deputado foi eleito. A ideia era que cada Deputado planeasse e fosse o cicerone da comitiva na sua região eleitoral, e não que fossem de férias para o exterior, como acabou por acontecer em alguns casos.
.
Dado que realmente não foram consideradas férias, pois continuaram a a ser pagos os dias das sessões, foram aplicadas multas aos deputados que não acompanharam a comitiva. O valor reverterá na construção de novo complexo de piscinas na cachoeira da Sereia.
Assinado e carimbado
 
O Escrivão Real
O Quadrado da Hipotenusa

23/10/2007



publicado por Quadrado da Hipotenusa às 17:10
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

O Dia do Pai

Os Mell de Oiro

A Táctica do Mister

O Ataque dos Piratas

Ser Amigo, Namorar, Ficar...

O Ponto Acomodador, Quand...

TOY ART – Os Blue Me Now

A Invasão dos Marcianos

Na Ponta da Chibata

Atrás do Tempo !

arquivos

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds