Coluna Online : O Falatório
Terça-feira, 3 de Julho de 2007
O Processo B2B

 

 

O Processo B2B

De Bestial a Besta !

Dada a confusão generalizada que se encontra no reino, devido à utilização incorrecta e indevida do termo B2B ( Processos empresarias Business To Business ), deliberou o Parlamento do Pica Pau esclarecer a comunidade sobre a origem do termo e sobre a sua aplicabilidade histórica.

Para o actual relatório serviram os estudos da comissão parlamentar denominada para o efeito, presidida pelo nosso ilustre deputado Três Palmos de Testa, coadujado pelos seus 12 adjuntos, 3 secretários, 1 porta-voz e 1 motorista, que fazem a acessoria ao mesmo, dada a importância de relevo que este facto na governabilidade.

Assim passamos a expôr os principais aspectos do relatório redigido pela comissão!

O Processo B2B, tem a sua denominação histórica associada à terminologia ‘de Bestial a Besta’, que infelizmente continua a prosperar nos nossos dias.
Assistimos a um contínuo procedimento de rápidamente serem descartáveis da sociedade civil e empresarial aqueles que ontem eram louvados pela sua inovação e empenho.

O facto não é novo, mas pensava-se que a educação e o nível de escolaridade mais elevado das actuais sociedades, pudesse trazer mais humanismo e mais ‘educação’ às decisões e livres arbítrios que se praticam constantemente nas organizações.

O mais grave é o pensamento que se vai incutindo nas organizações que o procedimento é correcto, que tem de ser assim em nome da competitividade, ou que todas as organizações têm processos de reestruturação e que, quem ‘dança fora’, terá um excelente oportunidade de progredir profissionalmente noutra organização...blá,blá,blá....

E as pessoas acabam até por pensar, que é um procedimento normal, hoje ser um Bestial, e amanhã de manhã ser chamado pelo director, para o informar que, é novo dia e ele acordou ‘Besta’ !

Pois alguns podem pensar que eu exagero! Eu parlamentar do Pica Pau, já acordei ‘Besta’ várias vezes, e já experimentei os ditos procedimentos do Bestial a Besta, e ouvi a retórica das novas teorias das organizações e das virtualidades destes procedimentos !

Gostava que alguém tivesse a ousadia de pelo menos dizer que a pessoa não é ´Besta’, mas sim não são mais necessários os seus serviços na organização ( seja lá por que motivo fôr ), e que afinal chegaram à conclusão que será melhor sair !

Ninguém fica Besta a dormir, e afinal, pode ser que amanhá acorde Besta quem nos está a impingir a história do B2B !

Assim se determina que o procedimento B2B não terá aplicabilidade no reino e por unanimidade foi rejeitada a teoria.



Assinado e carimbado

O Escrivão Real
042 – O Quadrado da Hipotnusa

5/5/2007



publicado por Quadrado da Hipotenusa às 21:42
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

O Dia do Pai

Os Mell de Oiro

A Táctica do Mister

O Ataque dos Piratas

Ser Amigo, Namorar, Ficar...

O Ponto Acomodador, Quand...

TOY ART – Os Blue Me Now

A Invasão dos Marcianos

Na Ponta da Chibata

Atrás do Tempo !

arquivos

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds